Biomassa de banana verde – a biomassa de banana verde é um prebiótico, ou seja, ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, auxilia no processo de emagrecimento, pois mantém a sensação de saciedade por mais tempo devido às características de suas fibras, além de promover o controle da glicemia e do colesterol.

Farinha de mandioca – um dos grandes problemas da farinha de trigo refinada é o fato dela ser pró inflamatória, ou seja, provoca microinflamações de forma generalizada. A farinha de mandioca é a substituta ideal para esta condição, pois não contém glúten e gliadina, responsáveis por esse efeito.

Farinha de linhaça – promove saciedade e ajuda no controle de peso. Possui fitoesteróis que ajudam a regular problemas ginecológicos, como TPM e menopausa, previne diabetes e pressão alta e ajuda a prevenir colesterol alto, além de possuir antioxidantes que combatem informações e o envelhecimento.

Farinha de quinoa – considerada sagrada pelos Incas, utilizada nos Andes bolivianos há mais de 5000 anos, é fonte de proteínas e tem 16 aminoácidos essenciais presentes em sua composição, entre eles o triptofano, precursor da serotonina, neurotransmissor associado a sensação de relaxamento.

Farinha de arroz – é a principal substituta para a farinha de trigo em diversas receitas, como pães, massas, biscoitos e bolos. Quem não pode consumir glúten a elege como substituta ideal pelo preço acessível e por ser encontrada com facilidade. É vendida nas versões branca ou integral. Além disso, a farinha de arroz proporciona melhor espessamento da massa, deixando sua textura mais semelhante às receitas originais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome