Você sabia que no seu celular, seja Android ou iPhone, existe um espaço para preencher uma ficha de emergência médica? Quem deu esse alerta nas redes sociais – e rapidamente viralizou – foi o médico Augusto Pupio.

Atualmente cirurgião plástico, Augusto já trabalhou no SAMU, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, que socorre vítimas de acidentes e desastres, entre outras ocorrências.

Em um vídeo rapidinho publicado no Facebook, Augusto explica a importância de preencher essa ficha médica corretamente: “A gente que trabalha com resgate, muitas vezes quando chega o paciente está desacordado e não consegue dar informações muito importantes”.

Ao pegar um celular, mesmo bloqueado, é possível ter acesso a uma função de emergência. É lá que o dono do aparelho pode registrar informações como nome, endereço, tipo sanguíneo, alergias, medicamentos que usa, se é ou não doador de órgãos e outras anotações médicas.

Além disso, é possível escolher um ou mais contatos de emergência para quem o resgate pode telefonar caso necessário, para comunicar sobre o que quer que tenha ocorrido.

No Twitter, onde o vídeo viralizou, algumas pessoas atentaram para o risco de compartilhar informações pessoais em uma área de acesso relativamente fácil no aparelho de telefone.

Mas vale lembrar que não é preciso preencher todas as informações da ficha médica – e às vezes alertar aos médicos do resgate sobre uma alergia grave pode ser a  diferença entre a vida e a morte.

Use o recurso com consciência e responsabilidade – e compartilhe essa informação com seus amigos e familiares. (Com informações site MdeMulher)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome