A matéria “Emissão da 1ª CNH retoma crescimento neste primeiro trimestre em Dracena” publicada na edição de terça-feira, 7, do Jornal Regional causou grande repercussão nas redes sociais.

A produção jornalística repercutiu uma notícia produzida pela Agência Brasil no fim de abril, que apontava que a emissão de habilitações para mais jovens havia caído 45% em três anos no Distrito Federal e apresentava o crescente desinteresse dos jovens como identificado pelo governo, setor automotivo e autoescolas em vários motivos, como a popularização de aplicativos móveis, custos para manter um veículo próprio, inconvenientes do trânsito, crise econômica, entre outros.

Em Dracena, para apurar como estava a emissão da 1ª CNH foram solicitados dados ao Poupatempo, órgão do governo estadual, e no comparativo foi observado aumento no número da emissão da 1ª CNH, o que vai na contramão do que foi apurado na matéria de comportamento nacional.

Os comentários dos internautas na página do Facebook do JR atribuíram o desinteresse dos jovens a tirar a 1ª habilitação à questão econômica, citando o valor para tirar carteira de habilitação em Dracena.

Ontem, novamente em trabalho de checagem de informações, foi constatado que Dracena possui três autoescolas (destas duas do mesmo empresário) e que tirar a carteira de habilitação custaria em média R$ 4 mil. Informações extraoficiais davam conta de que cidades da região apresentam valor até R$ 1 mil a menos que a Cidade Milagre.

A matéria produzida pelo JR buscou enfoque comportamental e não econômico, fundamentada em dados oficiais e fontes de informação fidedignas e se fosse necessário, abriria espaço para outras versões sobre o assunto.

No facebook do Jornal Regional, os comentários – liberdade de pensamento e expressão – muito contribuem com o que visa o jornalismo: contribuir com a sociedade estimulando o debate, a reflexão, o respeito a opiniões divergentes no estado democrático de Direito.

É importante lembrar que os comentários expressam juízo de valor de cada emissor e que os dados oficiais mostram que o número da 1ª CNH no primeiro trimestre (janeiro, fevereiro e março) deste ano foi 183 atendimentos de 1ª habilitação/reabilitação, no mesmo período do ano passado (2018), foram 111 atendimentos para 1ª habilitação e 162 atendimentos no mesmo período de 2017, ou seja, houve aumento na emissão.

Os comentários funcionam como sugestão de pauta, que estamos abertos a receber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome