As ocorrências de acidentes com vítimas ou sem vítimas no trânsito de Dracena correspondem a 50% do total de outros tipos de ocorrências atendidas anualmente pela Polícia Militar na cidade. Os registros de acidentes foram bem maiores que os casos de furtos e roubos.

Entre janeiro de 2015 até o mesmo mês do ano passado foram registrados 2.833 acidentes, sendo 1.551 sem vítimas e 1.282 com vítimas. Nos últimos quatro anos em Dracena aconteceram 95 ocorrências de atropelamentos. E neste mês de janeiro, foram dois atropelamentos.

O dado mais triste dessa estatística é que no município nos últimos dois anos, os acidentes resultaram em 11 mortes, sendo quatro em 2017 e sete no ano passado.

Capitão Cavalcante, comandante da 1ª Cia. da Polícia Militar fala sobre as estatísticas (Cedida/Marcos Maia)

O capitão Marcelo Cavalcante, comandante da 1ª Cia. da Polícia Militar local analisou os números e disse que o policiamento nas viaturas tem um grande desempenho em Dracena no tocante aos acidentes de trânsito com ou sem vítima e ainda quanto aos casos de atropelamentos. Segundo ele, mais de 50% da demanda de atendimentos estão relacionadas a esses acidentes. Cavalcante ressaltou que devido aos números de acidentes será intensificada a divulgação de uma campanha na parte preventiva e também atuação mais eficaz e direcionada as infrações de trânsito podendo ajudar a evitar os acidentes.

O capitão entende que muitos acidentes poderiam ser evitados se as pessoas respeitassem de forma adequada a sinalização e as normas de trânsito. (Repórter Marcos Maia/Especial para o Jornal e Portal Regional)

Acidentes de trânsito violentos na zona urbana de Dracena (Lucas Mello/JR)
Acidentes de trânsito violentos na zona urbana de Dracena (Lucas Mello/JR)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome